POLÍTICA EDUCACIONAL DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: gerencialismo e esvaziamento da EJA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v25i1.7615

Palavras-chave:

Gerencialismo. Políticas educacionais. EJA. Estudantes.

Resumo

A partir de um estudo da oferta de Educação de Jovens e Adultos (EJA), apresenta-se o presente artigo com objetivo de evidenciar aspectos do gerencialismo na educação, indicando alguns elementos que apontam para o esvaziamento da EJA. A abordagem é qualitativa e metodologia utilizada foi análise documental. Analisou-se o Gerencialismo e a influência do Estado Neoliberal na educação com suporte de alguns autores como Newman, Clarke e Ball. O desenvolvimento desse estudo apresenta elementos para reflexão sobre a relação entre a redução dos investimentos na EJA e o esvaziamento das turmas, a partir de dados sobre alimentação, acesso à internet, aumento de orçamento para o sistema de certificação e redução de locais de oferta de EJA em uma rede municipal identifica-se e se discute características do gerencialismo na política educacional da EJA, tais como seletividade, performatividade e austeridade. Conclui-se que o avanço do gerencialismo nas políticas educacionais tem implicações nefastas para a EJA, dificultando o acesso e a permanência dos estudantes alvo desta política no ambiente escolar.

Biografia do Autor

César de Lima de Melo, Instituto Federal Sul-riograndense (IFSUL)

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação do Instituto Federal Sul-riograndense (IFSUL), Especialista em Filosofia- Moral e Política pela Universidade Federal de Pelotas, professor da rede Municipal de Pelotas RS, bancário aposentado.

Jair Jonko Araújo , Instituto Federal Sul-riograndense (IFSUL)

Professor do Programa de Pós-graduação do Instituto Federal Sul-riograndense (IFSUL), Doutor em Educação pela Universidade Federal de Pelotas, Mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 

Referências

ARROYO, Miguel G. Passageiros da noite: do trabalho para a EJA: itinerários pelo direito a uma vida justa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

BALL, Stephen. Performatividade, privatização e o pós-Estado do Bem-Estar. Educ. Soc. [online]. 2004, vol.25, n.89, pp.1105-1126. ISSN 0101-7330.

BALL, Stephen. Profissionalismo, gerencialismo e performatividade. Cadernos de Pesquisa. 2005, vol.35, n.126, p. 539-564.

BALL, Stephen. Redes, neoliberalismo e mobilidade de Políticas. In: BALL, Stephen J. Educação Global S. A: novas redes de políticas e o imaginário neoliberal. Ponta Grossa: UEPG, 2014. 270p. (p. 22-44).

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer nº 11 de 2000. Aprovado 10/05/2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer nº 11 de 2020. Aprovado 07/07/2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Portaria nº2270 de 2002. Aprovado 11/08/2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução 01/2021. Aprovado 25/05/2021.

CPERS. Sob Bolsonaro, EJA foi desvalorizada e teve perda de mais 500 mil alunos. Disponível em <https://cpers.com.br/sob-bolsonaro-eja-foi-desvalorizada-e-teve-perda-de-mais-500-mil-alunos/ > Acesso em: 25 março 2023.

HYPOLITO, Álvaro. Estado gerencial, reestruturação educativa e gestão escolar. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 63-78, jan./abr. 2008.

MÉSZÁROS István. A Educação para além do Capital. São Paulo: Boitempo, 2015.

NEWMAN, Janet; Clarke, John. Gerencialismo. Educ. Real., Ago 2012, vol.37, no.2, p. 353-381. ISSN 2175-6236.

SANT’ANNA, S. M.; STRAMARE, O. A.; NARVAZ, M. G. Como as estudantes de pedagogia percebem as práticas de estágio na educação de jovens e adultos? Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, p. 1-17, 2020. DOI: https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.4574. Acesso em: 19 abril 2023.

SANTOS, Boaventura S. A Cruel Pedagogia do Vírus. Coimbra: Edições Almedina, 2020.

SMED. Educação cria núcleos nos bairros para atender alunos da EJA.2018 Disponível em <http://www.pelotas.rs.gov.br/noticia/educacao-cria-nucleos-nos-bairros-para-atender-alunos-da-eja> Acesso em: 15 set 2020.

Downloads

Publicado

2023-06-26

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua