Alfabetizar letrando com sentido e significado para a vida dos educandos

Autores

  • Leusa Fátima Lucatelli Possamai

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v15i30.1585

Resumo

A proposta deste artigo é possibilitar uma reflexão sobre aspráticas pedagógicas de exclusão nas escolas, ao trabalhar com conteúdosnão significativos e sem relação com o cotidiano dos educandos e entre asdiferentes áreas do conhecimento. Propõe como possibilidade uma escoladiferente que valorize e parta do conhecimento dos alunos, desenvolvea alfabetização e o letramento de forma coletiva e interdisciplinar,estabelecendo relações entre prática, teoria e prática. O trabalho dosprofessores sempre é transcorrido por compromissos e intencionalidades,nunca é neutro. Superar as formas fragmentadas e padronizadas em que osconteúdos e as atividades didáticas não se integram requer um currículopensado a partir do desenvolvimento da pesquisa visando ser crítico einterdisciplinar, baseado em valores previamente explicitados e assumidos,voltado para a consciência critica, para a emancipação e humanização doshomens. Partindo dos problemas e necessidades dos alunos, ou seja, dostemas geradores, professores selecionam os recortes dos conhecimentosa serem trabalhados desafiando-os a adentrarem em níveis cada vez maisprofundos e mais amplos do saber, a fim de encontrar as respostas necessáriasàs questões que se colocam. Uma prática de letramento na Educação deJovens e Adultos em que o ponto de partida e de chegada à construção doconhecimento escolar é a realidade dos sujeitos.    

Edição

Seção

FÓRUM PERMANENTE DE DEBATE SOBRE A EDUCAÇÃO BÁSICA