Panorama das publicações sobre Bem-estar no trabalho na última década (2006-2015): Um estudo Bibliométrico

Autores

  • Jonathan Saidelles Corrêa Universidade Federal de Santa Maria
  • Luis Felipe Dias Lopes Universidade Federal de Santa Maria
  • Lucas Veiga Ávila Universidade Federal de Santa Maria
  • Lúcia Albanio Faculdade Metodista de Santa Maria
  • Damiana Machado de Almeida Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.22277/rgo.v9i3.3590

Resumo

O trabalho vem ocupando um espaço significativo da vida da população. Influências positivas no ambiente organizacional tendem a propiciar sentimentos de bem-estar no trabalho (BET) nos colaboradores, mas quando impactam de forma negativa, acarretam em prejuízos para o trabalhador. Algumas abordagens foram desenvolvidas para avaliar formas de melhorar as condições de trabalho das pessoas, como a qualidade de vida no trabalho, satisfação no trabalho e o bem-estar no trabalho. O objetivo deste artigo é demonstrar o panorama das publicações sobre BET no contexto internacional na última década (2015-2016). Para isso, realizou-se um estudo bibliométrico que possibilitou verificar os tópicos mais relevantes nos temas centrais – hot topics. Verificou-se que dez principais áreas temáticas de estudo sobre bem-estar são responsáveis por 87,71% das publicações no período, demonstrando a representatividade destas para o panorama científico do tema. Para disseminar as produções foram encontrados seis tipos de documentos utilizados, tendo o tipo Artigo 86,47% do total classificado. Os dez autores que mais publicaram sobre o tema são responsáveis por 4,36% do total de registros obtidos na Web of Science. O país que mais se destaca em estudos sobre bem-estar são os Estados Unidos da América, com 29,26% do total de registros, e o idioma mais utilizado nas publicações é o inglês, com 94,47%.

Biografia do Autor

Jonathan Saidelles Corrêa, Universidade Federal de Santa Maria

Mestrando em Administração pela Universidade Federal Farroupilha.

Luis Felipe Dias Lopes, Universidade Federal de Santa Maria

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC.

Lucas Veiga Ávila, Universidade Federal de Santa Maria

Doutorando em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria.

Lúcia Albanio, Faculdade Metodista de Santa Maria

Bacharel em Administração pela Faculdade Metodista de Santa Maria.

Damiana Machado de Almeida, Universidade Federal de Santa Maria

Doutoranda em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria.

Publicado

2017-11-17

Edição

Seção

Artigos