O TRABALHO COMO CAMINHO AO ENSINO TÉCNICO INTEGRADO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.6206

Palavras-chave:

Educação Profissional. Adolescência. Trabalho. Orientação Profissional.

Resumo

O texto aborda resultados de pesquisa realizada pelo programa de Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica em rede nacional. Analisa as contribuições da Oficina de Orientação Profissional desenvolvida junto aos concludentes do Ensino fundamental que frequentam o curso preparatório denominado de Pré-Ifes na cidade de Cachoeiro de Itapemirim – ES.  Os aportes teóricos que fundamentam essa investigação estão atrelados aos campos de conhecimento Trabalho, Educação e Psicologia Social. Metodologicamente, optamos por uma pesquisa qualitativa com abordagem da pesquisa intervenção. Para produção dos dados, foram utilizadas as técnicas de questionários aos estudantes do 9° ano e entrevistas com o Grupo Gestor do Ifes campus Cachoeiro de Itapemirim, além do uso de diário de campo durante todo o processo investigativo. Após a produção, implementação e validação da intervenção pedagógica, depreendemos que a Oficina de Orientação Profissional qualificou as atividades do projeto de extensão Ifes Portas Abertas, ofertado pelo campus cachoeirense, bem como subsidiou as escolhas estudantis no sentido de contribuir para o ingresso, permanência e êxito escolar dos estudantes junto ao curso técnico pleiteado. 

Biografia do Autor

Rafael Magalhães Costa, Centro Universitário São Camilo-ES

Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica – Instituto Federal do Espírito Santo. Professor do Colegiado de História do Centro Universitário São Camilo-ES. E-mail: rafaelmagalhaes@saocamilo-es.br.

Rogério Omar Caliari, Instituto Federal do Espírito Santo

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo. Professor do Instituto Federal do Espírito Santo e do ProfEPT. Grupo de Pesquisa (CNPq): Culturas, Parcerias e Educação do Campo. E-mail: rogerio.caliari@ifes.edu.br.

Maria José de Resende Ferreira, Instituto Federal do Espírito Santo

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo. Professora do Instituto Federal do Espírito Santo e do ProfEPT. Grupo de Pesquisa: Núcleo 1 PPG-UFES da rede de Pesquisa UFG-UFES-UNB. E-mail: majoresende@yahoo.com.

Referências

ANTUNES, Ricardo. Coronavírus: o trabalho sob fogo cruzado. São Paulo: Boitempo, 2020.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Tradução de D. Flaksman. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1978.

BALBINOTTI, Marcos Alencar Abaide; TETREAU, Bernard. Questionário de educação à carreira: propriedades psicométricas da versão brasileira e comparação transcultural. Revista brasileira de orientação profissional, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 49-66, 2006. ISSN 1984-7270. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-33902006000200006. Acesso em: 13 maio de 2021.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, 20 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 jun. 2019.

BRASIL. Decreto n. 5.154 de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2o do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, 23 julho. 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5154.htm. Acesso em: 22 out. 2018.

BRASIL. Lei nº 11.892 de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, 29 dez. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 23 jul. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. Salto para o futuro: juventude e escolarização: os sentidos do Ensino Médio. Brasília, 2009. Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000012176.pdf. Acesso em: 07 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Catálogo nacional de cursos técnicos. Brasília: MEC, 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/novembro-2017-pdf/77451-cnct-3a-edicao-pdf-1/file. Acesso em: 21 ago. 2019.

CALLIGARIS, Contardo. A adolescência. São Paulo: Publifolha, 2000.

CAMPOS, Dinah Martins de Souza. Psicologia na adolescência. 22. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

CARCANHOLO, Reinaldo. Capital: essência e aparência. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

DAMIANI, Magda Floriana et.al. Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de Educação, Pelotas/RS, n. 45, p. 57- 67, maio/ago. 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/3822. Acesso em: 13 maio de 2021.

FERREIRA, Gisele Vieira; COSTA, Elenise Martins. Workshop de orientação profissional em escolas públicas. Psicologia.pt, 2014. Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/ver_artigo.php?workshop-de-orientacao%20profissional-em-escolas-publicas&codigo=A0800&area=d7. Acesso em: 03 nov. 2018.

FONÇATTI, Guilherme et al. Oficina de orientação profissional: construindo estratégias de intervenção para feira de profissões. Revista Brasileira de Orientação Profissional, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 103-113, jan./jun. 2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v17n1/11.pdf. Acesso em: 13 maio 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio. In: FRIGOTTO, Gaudêncio.; CIAVATTA, Maria.; RAMOS, Marise. (Org.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005, p. 57-82.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da história. 8. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

GUIMARÃES, Ailton Vitor. Trabalho e educação profissional e tecnológica. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 18, n. 39, p. 196-228, set./dez. 2016. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3622. Acesso em: 13 maio de 2021.

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO. Plano de Desenvolvimento Institucional. Vitória: Instituto Federal do Espírito Santo, 2019. Disponível em: https://www.ifes.edu.br/images/stories/Res_CS_48_2019_-_PDI_-_Anexo.pdf. Acesso em: 19 abr. 2021.

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO. Ifes Portas Abertas 2009. Cachoeiro de Itapemirim: Instituto Federal do Espírito Santo, 2019. Disponível em: https://cachoeiro.ifes.edu.br/noticias/16465-ifes-portas-abertas-2019. Acesso em: 10 jul. 2019.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

KUENZER, Acácia Zeneida. Ensino de 2º Grau: o trabalho como princípio educativo. São Paulo: Cortez, 1992.

KUENZER, Acácia Zeneida. O trabalho como princípio educativo. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 68, p. 21-28, fev. 1989. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br//index.php/cp/article/view/1118. Acesso em:10 nov. 2018.

MANACORDA, Mario Alighiero. Marx e a pedagogia moderna. Campinas: Alínea, 2007.

MARX, Karl. O capital. V. I, tomo 1. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Tradução de Rubens Enderle, Nélio Schneider e Luciano Cavini Martorano. São Paulo: Boitempo, 2007.

MOURA, Dante Henrique. Educação básica e educação profissional: dualidade histórica e perspectivas de integração. In: Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 30, 2007, Caxambú. Anais… Caxambu: ANPED, 2007. Disponível em: https://anped.org.br/sites/default/files/gt09-3317-int.pdf. Acesso em 06/05/2021. Acesso em: 13 maio de 2021.

MÜLLER, M. Orientação vocacional: contribuições clínicas e educacionais. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988.

MUNHOZ, Izildinha Maria Silva; MELO-SILVA, Lucy Leal. Educação para a Carreira: concepções, desenvolvimento e possibilidades no contexto brasileiro. Revista brasileira orientação profissional, São Paulo , v. 12, n. 1, p. 37-48, jun. 2011 . Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1679-33902011000100006&script=sci_abstract#:~:text=MUNHOZ%2C%20Izildinha%20Maria%20Silva%20e,Rev.&text=A%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20para%20a%20Carreira,de%20educa%C3%A7%C3%A3o%2C%20em%20muitos%20pa%C3%ADses. Acesso em: 23 jul. 2019.

RAMOS, Marise. Possibilidades e Desafios na Organização do Currículo Integrado. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Orgs). Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

ROCHA, Marisa Lopes da; AGUIAR, Kátia Faria de. Pesquisa-intervenção e a produção de novas análises. Psicologia Ciência e Profissão, Brasília, v. 23, n. 4, p. 64-73, dez. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-98932003000400010&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 13 maio de 2021.

RODRIGUES, Aroldo.; ASSMAR, Eveline Maria Leal; JABLONSKI, Bernardo. Psicologia social. 27. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-critica: primeiras aproximações. 11. ed. São Paulo: Autores Associados, 2013.

SOUSA JUNIOR, Justino de Souza. Omnilateralidade. In: PEREIRA, Isabel Brasil; LIMA, Júlio César França. Dicionário da educação profissional em saúde. 2. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: EPSJV, 2008.

Publicado

2021-05-24

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua