MAL-ESTAR DOCENTE E POLÍTICAS DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.6309

Palavras-chave:

Políticas de formação pedagógica, mal-estar docente, modernidade, crise educacional

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar as políticas de formação pedagógica como possível alternativa para enfrentar o mal-estar docente. A hipótese defendida é a de que os diversos problemas que o professor enfrenta no exercício da docência geram a situação de um mal-estar e as políticas de formação pedagógica podem se tornar promissoras para seu enfrentamento. O texto toma emprestado o conceito freudiano de “mal-estar”, atualizado pelo pensador brasileiro Sérgio Paulo Rouanet (1993). O artigo procura perseguir a seguinte questão: os problemas enfrentados na docência que hoje causam o mal-estar docente podem encontrar nas políticas de formação pedagógica uma alternativa de enfrentamento? Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório e bibliográfico, ancorado no método analítico-hermenêutico. Na primeira seção do texto será reconstruído o conceito de mal-estar apresentado por Freud (1997) na obra O mal-estar na civilização; na segunda seção, esse mesmo conceito é abordado a partir dos escritos de Rouanet (1993), o qual analisa o mal-estar da modernidade; a terceira seção investiga o mal-estar docente a partir dos estudos do educador espanhol José Manuel Esteve (1999); por fim, na última seção são propostas algumas estratégias de superação do mal-estar docente por meio da ideia de políticas de formação pedagógica. Após o estudo realizado, concluímos que há muita dificuldade para lidar com o mal-estar docente gerado pelas situações enfrentadas pelos docentes na atualidade, o que pode ser amenizado se aliado a forças e atitudes conscientes, tanto da parte dos docentes como da gestão, incluindo políticas públicas de formação inicial e continuada.

Biografia do Autor

Altair Alberto Fávero, Universidade de Passo Fundo - UPF

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo. Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (GEPES - UPF/RS).  E-mail: altairfavero@gmail.com

Camila Chiodi Agostini, Universidade de Passo Fundo

Doutoranda em Educação no PPGEdu/UPF. Servidora Pública Federal da Universidade Federal da Fronteira Sul, UFFS, Campus Passo Fundo. E-mail: camila.chiodi.agostini@gmail.com

Larissa Morés Rigoni, Universidade de Passo Fundo

Especialista em Gestão Escolar pela Uniasselvi. Professora de Educação Infantil no município de Paraí/RS e professora de Ensino Fundamental I no Colégio Mater Amabilis - Rede Sagrado de Educação, Nova Araçá/RS. Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (Gepes - UPF/RS). E-mail: moreslarissa@gmail.com

Referências

ALVES, Lynn. Educação Remota: entre a ilusão e a realidade. Interfaces Científicas - Educação, v.8, 2020, p.348-365. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9251. Acesso em: 13 jul. 2021.

CODO, Wanderley (coord.). Educação: carinho e trabalho. 4. ed. Petrópolis, Vozes, 2006.

CONSALTÉR, Evandro; FÁVERO, Altair Alberto. Elementos qualificadores da investigação científica no campo das políticas educacionais. Educação & Formação, Fortaleza, v. 4, n. 1, p. 148-163, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/850. Acesso em: 20 abr. 2021.

CONSALTÉR, Evandro; FÁVERO, Altair Alberto. Diálogos e reflexões sobre formação de professores: possibilidades de superar o mal-estar docente. Revista da Faculdade de Educação da UFMT, v.34, ano 19, n.2, p.12-134, jul./dez., 2020. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/5152. Acesso em 20 abr. 2021.

CURI, Fabiano. Sob pressão. Revista Educação, São Paulo, Segmento, ano 10, n.119, mar. 2007, p.30-37.

DOMENCINI. Thiago. “É cruel”: professores encaram aulas virtuais com 300 alunos e demissões por ‘pop-up’ na tela. El PAÍS BRASIL. Seção Agência Pública. Publicada em 22 set 2020. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2020-09-23/e-cruel-professores-encaram-aulas-virtuais-com-300-alunos-e-demissoes-por-pop-up-na-tela.html. Acesso em 07 fev 2021.

ESTEVE, José Manuel. O mal-estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. Bauru: EDUSC, 1999.

FÁVERO, Altair Alberto. Desafios teórico-metodológicos da avaliação nos processos educativos. Revista Roteiro, v. 40, p. 85–100, 2015. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/9199. Acesso em: 21 abr. 2021.

FÁVERO, Altair Alberto; TONIETO, Carina. Educar o educador: reflexões sobre formação docente. Campinas: Mercado de Letras, 2020.

FAVERO, Altair; CENCI, Ângelo; DALBOSCO, Cláudio. A formação cultural como exigência para a formação docente: aproximações a partir das concepções filosófico-educativas de Adorno. In: KUIAVA, E. et al (org.). Filosofia, formação docente e cidadania. Ijuí: Unijuí, 2008, p.107-126.

FÁVERO, Altair Alberto. Políticas de Formação Pedagógica: possibilidades de superar o mal-estar docente. In: CENCI, Ângelo Vitório, DALBOSCO, Cláudio Almir; MÜHL, Eldon Henrique (org.). Sobre Filosofia e Educação: Racionalidade, diversidade e formação pedagógica. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2009.

FÁVERO, Altair Alberto; TONIETO, Carina; CONSALTÉR, Evandro. O neoliberalismo pedagógico como produto do sujeito empresarial: ameaças à democracia educacional. Currículo sem Fronteiras, v. 20, n 1 – jan./abr. 2020. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol20iss1articles/favero-tonieto-consalter.pdf. Acesso em: 21 abr. 2021.

FÁVERO, Altair Alberto; PIRES, Daniela de Oliveira; CONSALTÉR, Evandro. Escola conveniada ou charter school? Uma abordagem sobre termo de colaboração entre prefeitura e o terceiro setor para oferta da educação básica em Porto Alegre. Revista Espaço Pedagógico, v.27, n.1, jan./abr. 2020. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/10577. Acesso em: 21 abr. 2021.

FÁVERO, Altair Alberto; TREVISOL, Márcio Giusti. Quando a educação se torna um negócio: ideologia neoliberal na educação e a cristalização do novo senso comum pedagógico. Educação Unisinos, v.24, p.1-19, 2020. Disponível em: http://revistas.unisinos.br › viewFile › edu.2020.241.18. Acesso em: 21 abr. 2021.

FÁVERO, Altair; ESQUINSANI, Rosimar. Me ame, me abrace, me acolha! saberes docentes e políticas de formação continuada. Revista contrapontos – Eletrônica, v.11, n.1, p.6-13, jan-abr, 2011.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. Rio de Janeiro: Imago, 1997.

GENTILE, Paola. A educação, vista pelos olhos do professor. Revista Nova Escola, São Paulo, Editora Abril, ano XXII, n.207, novembro de 2007, p.32-39.

JAEGER, Werner. Paidéia: a formação do homem grego. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

KANT, E. Sobre a pedagogia. Piracicaba: Unimep, 2004.

KANT, Immanuel. Textos seletos. Trad. Raimundo Vier. Petrópolis: Vozes, 1985.

LUCK, Heloísa. Liderança em Gestão Escolar. 6.ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

MATOS, Gislaine Aparecida; GROSCH, Maria Selma; DRESCH, Jaime Farias. Formação continuada de professores: perspectivas e contradições epistemológicas recorrentes na elaboração de documentos oficiais da educação. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, p. 1-19, 2020. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/4746. Acesso em: 27 abr. 2021.

NÓVOA, António. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

OLIVEIRA, Eloiza da Silva G. O “mal-estar docente” como fenômeno da modernidade: os professores no país das maravilhas. Ciências & Cognição, ano 3, v. 07, 2006.

ROUANET, Sergio P. Mal-estar na modernidade. São Paulo: Campanhia das Letras, 1993.

SACRISTÁN, J. G. Consciência e ação sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, A. Profissão Professor. Porto: Porto Editora, 1999.

SOUZA, Katia Reis de et al. Trabalho remoto, saúde docente e greve virtual em cenário de pandemia. Revista Trabalho, educação e saúde, Rio de Janeiro, v. 19, jan. 2021. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462021000100401&lng=pt&nrm=iso>. Acesso: em 23 abr. 2021.

Publicado

2021-08-04

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua