OS SABERES PEDAGÓGICOS MUSICAIS QUE CONSTITUEM A IDENTIDADE PROFISSIONAL DE PROFESSORES NÃO ESPECIALISTAS EM MÚSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v26i1.7883

Palavras-chave:

Saberes musicais, Identidade profissional, Trabalho docente, Professores não especialistas em música

Resumo

Este artigo tem por objetivo investigar os saberes pedagógicos musicais que constituem a identidade profissional de professores não especialistas em música. Com base na epistemologia da prática profissional de Maurice Tardif, realizou-se uma investigação qualitativa, no contexto de uma observação participante, que envolveu quatro professores de Arte, habilitados em Artes Visuais/Plásticas. O material empírico foi constituído por meio de questionários, entrevistas e notas de campo da observação participante. Os dados revelaram que os saberes pedagógicos musicais que constituem a identidade profissional dos professores estão relacionados ao planejamento das aulas, às estratégias de ensino, à articulação com outras áreas do conhecimento, às atividades práticas e à avaliação da aprendizagem.

Biografia do Autor

Adilson de Souza Borges, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Doutor em Educação (UNOESC/JOAÇABA). Acadêmico de Medicina (UNC/CONCÓRDIA). Pesquisador na área de Educação, Artes, Música e Tecnologias.

Ana Cristina Coll Delgado, Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Doutora em Educação (Universidade Federal Fluminense); Professora visitante da Universidade Federal do Rio Grande (FURG/PPGEDU) e professora aposentada da UFPEL. 

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BELLOCHIO, Cláudia Ribeiro. A formação profissional do educador musical: algumas apostas. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 8, p. 17-24, mar., 2003. Disponível em: https://www.academia.edu/69411567. Acesso em: 20 mar. 2024

BORGES, Adilson de Souza; RICHIT, Adriana. Desenvolvimento de saberes docentes para o ensino de música nos anos iniciais. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 50, n. 176, p. 555-574, abr./jun., 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/198053146782. Disponível em: https:// www.scielo.br/j/cp/a/mk7JNcLky9GSvWS6SWkSwKp/?format=pdf Acesso em: 20 mar. 2024.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: portal.mec.gov.br. Acesso: 20 mar. 2024.

CAMPOS, Guilherme. Coleção música: saberes e práticas docentes. 1. ed. Curitiba: Matesc, 2012.

CUNHA, Susana Rangel Vieira da. A importância das artes na infância. In: CUNHA, Susana Rangel Vieira da (Org.). As artes no universo infantil. Porto Alegre: Mediação, 2012.

CUNHA, Sandra Mara da. Eu canto para você: saberes musicais de professores da pequena infância. 2014. 168 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-01122014-110443/publico/sandra_mara_da_cunha_rev.pdf. Acesso em: 20 mar. 2024.

GAUTHIER, Clermont; MARTINEAU, Stéphane; DESBIENS, Jean-Fançois; MALO, Annie; SIMARD, Denis. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas sobre o saber docente. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2013.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação mediadora: uma relação dialógica na construção do conhecimento. Série Ideias, São Paulo, n. 22, p. 51-59, 1994. Disponível em: https://www.academia.edu/23055703/avaliacao_mediadora_jussara_hoffmann.

Acesso em: 20 mar. 2024.

LINO, Dulcimarta Lemos. Música é cantar, dançar, brincar! E tocar também! In: CUNHA, Susana Rangel Vieira da (Org.). As artes no universo infantil. Porto Alegre: Mediação, 2012.

PIMENTA, Selma Garrido (org.) et al. Saberes pedagógicos e atividade docente. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

SANTOS, Josiane Gonçalves. Avaliação do desenvolvimento e da aprendizagem. Curitiba: Editora Fael, 2010.

SENE, Marta Regina. Aulas de arte: reflexões sobre o currículo, docência, criatividade e a escola inclusiva. 2016. 292 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual de São Paulo, Araraquara, 2016. Disponível em: https://repositorio.unesp.br. Acesso em: 20 mar. 2024.

SPANAVELLO, Caroline Silveira; BELLOCHIO, Cláudia Ribeiro. Educação musical nos anos iniciais do ensino fundamental: analisando as práticas educativas de professores unidocentes. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 12, p. 89-98, mar., 2005. Disponível em: https://www.academia.edu/69411567. Acesso em: 20 mar. 2024

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

WILLE, Regiana Blank. Docentes de música na educação básica: um estudo sobre identidades profissionais. 2013. 227f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Pelotas, 2013. Disponível em: https://guaiaca.ufpel.edu.br/bitstream/handle/123456789/1660/Regiana%20Blank%20Wille_Tese.pdf?sequence=1. Acesso em: 20 mar. 2024.

VELHO, José Rodrigo Santos; FIGUEIREDO, Sérgio Luiz Ferreira de. Ensino de música na educação básica: perspectivas curriculares da rede municipal de Lages – Santa Catarina – Brasil (2008-2021). Revista Pedagógica, v. 25, p. 1-27, 2023. Disponível em: https://pegasus.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/6986. Acesso em: 20 mar. 2024.

Downloads

Publicado

2024-05-08

Como Citar

DE SOUZA BORGES, A.; DELGADO, A. C. C. OS SABERES PEDAGÓGICOS MUSICAIS QUE CONSTITUEM A IDENTIDADE PROFISSIONAL DE PROFESSORES NÃO ESPECIALISTAS EM MÚSICA. Revista Pedagógica, [S. l.], v. 26, n. 1, p. 1–29, 2024. DOI: 10.22196/rp.v26i1.7883. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/7883. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua