Conhecimento de fisioterapeutas quanto às práticas integrativas e complementares

Autores

  • Suyane Smaniotto Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)
  • Tainara Fracasso Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)
  • Rosane Paula Nierotka Unochapecó http://orcid.org/0000-0001-9234-123X
  • Fátima Ferretti Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.2019.v7.n1.5037

Resumo

Introdução: as Práticas Integrativas e Complementares (PICs) são técnicas que buscam a prevenção de doenças e recuperação da saúde. Foram inseridas no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2006, fortalecendo a integralidade de atenção. O uso dessas práticas pelo fisioterapeuta é regulamentado pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) e aos poucos vem sendo utilizadas também na Atenção Básica. Apesar da crescente divulgação, há de pesquisa quanto à utilização dessas práticas pelo fisioterapeuta. Objetivo: analisar o uso das práticas e o conhecimento de fisioterapeutas atuantes quanto às PICs. Metodologia: estudo de abordagem qualitativa, desenvolvido na região Oeste de Santa Catarina com 10 fisioterapeutas. Resultados e Discussão: depois da análise dos dados, surgiram três categorias analíticas: conhecimento quanto as PICs: prática Complementar ao Tratamento Tradicional X Assistência Integral do Ser Humano; uso das PICs: entre os benefícios e necessidade de mudanças para ampliar o acesso dos pacientes; formação para o uso das PICs: necessidade de inclusão na graduação e ampliação da educação permanente. Considerações finais: as PICs mais utilizadas pelos entrevistados foram a auriculoterapia, a osteopatia e a acupuntura. O conhecimento está centrado na concepção de um tratamento complementar aos demais recursos da fisioterapia e uma abordagem integral que extrapola a visão do paciente segmentado.

Biografia do Autor

Suyane Smaniotto, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Fisioterapeuta pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). 

Tainara Fracasso, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Fisioterapeuta pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó).

Rosane Paula Nierotka, Unochapecó

Fisioterapeuta. Mestre em Envelhecimento Humano pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Bolsista Capes de dedicação exclusiva ao doutorado em Ciências da Saúde pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó).

Fátima Ferretti, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Fisioterapeuta. Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Professora titular da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó).

Downloads

Publicado

2019-10-28

Como Citar

SMANIOTTO, S.; FRACASSO, T.; NIEROTKA, R. P.; FERRETTI, F. Conhecimento de fisioterapeutas quanto às práticas integrativas e complementares. Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 7, n. 1, p. 34–48, 2019. DOI: 10.22298/rfs.2019.v7.n1.5037. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/5037. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos