O TEATRO CIENTÍFICO: uma estratégia didática para o ensino de química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.4022

Palavras-chave:

Teatro Científico, Ensino de Química, Contextualização, Interdisciplinaridade

Resumo

Este trabalho tem como foco analisar os limites e as potencialidades do uso de teatro nas aulas de Química do Ensino Médio a partir do olhar de professores de Química da Educação Básica da grande Florianópolis e licenciandos em Química de uma instituição pública. Para inteirar os sujeitos supracitados a respeito do uso de teatro em sala de aula, decidiu-se elaborar um roteiro teatral sobre saneamento básico com conceitos químicos articulados a outras áreas de conhecimento, em especial, aspectos de ordem social. Por meio de questionários, os grupos investigados apontaram a interdisciplinaridade, a contextualização e o desenvolvimento de diferentes habilidades nos estudantes como potencialidades do uso de teatro nas aulas de Química. No entanto, esclarecem que a infraestrutura das escolas, carga horária da disciplina e a progressão dos conteúdos escolares durante o ano letivo podem limitar a utilização dessa estratégia didática no ambiente escolar.

Biografia do Autor

Steffany Temóteo Martins, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestra em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Carolina dos Santos Fernandes, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora do Departamento de Metodologia de Ensino da UFSC. 

Publicado

2020-08-05

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua