O LUGAR DO DESENHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: INVESTIGANDO AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Autores

  • Thalita Nicolodi Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO
  • Aliandra Cristina Mesomo Lira Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.4120

Palavras-chave:

Educação Infantil, Práticas pedagógicas, Desenho

Resumo

O artigo tem o objetivo problematizar as práticas pedagógicas que incluem o desenho na Educação Infantil. As discussões apresentadas apoiam-se em autores como Vygostky (2009), Kishimoto (2001), Iavelberg (2013) e Derdyk (2015), dentre outros. A pesquisa foi realizada por meio de observações de práticas e registro em diário de campo em um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) de uma cidade de médio porte no interior do Paraná, em turmas de crianças na faixa etária de 2 a 4 anos de idade. Foi possível reconhecer que o desenho tem uma existência empobrecida no cotidiano das práticas pedagógicas e que as crianças têm pouca participação no processo de criação, configurando-se como uma ação com pouco significado para o desenvolvimento das crianças pela forma como é proposta e desenvolvida. 

Biografia do Autor

Thalita Nicolodi, Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO

Pedagoga formada pela Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO.

Aliandra Cristina Mesomo Lira, Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO

Docente do Departamento de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO, Guarapuava/PR; Doutora em Educação pela USP.

Publicado

2020-08-05

Edição

Seção

Dossiê - Infância e Crianças: discussões à luz da Sociologia da Infância