" Aqui a gente é bem maior":significações infantis sobre entrar na escola aos seis anos

Autores

  • Solange Maria Alves UFFS

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.4730

Resumo

O texto em tela traz algumas reflexões resultantes de pesquisa realizada com crianças em processo de transição da Educação Infantil para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental, cujo objetivo foi o de conhecer as significações infantis sobre este momento de passagem. Com base em algumas manifestações coletadas em roda de conversa e alicerçadas na concepção histórico-cultural do desenvolvimento humano, refletimos aqui sobre o sentido da brincadeira e do estudo como atividades principais (Leontiev, Davidov, Vigotski) que se encontram em rito de passagem e que tem sido objeto de polêmicas no âmbito do Ensino Fundamental de Nove Anos. Neste momento, nossos estudos nos permitem inferir acerca de uma criança viva, socialmente constituída que, independente da idade, vivencia a saída da Educação Infantil e entrada na Educação Escolar como um ritual importante com impactos significativos sobre si mesma e nos ajuda a identificar e concluir que os limites dessa passagem está mais nas estruturas educacionais instituídas e menos em suas significações.

Biografia do Autor

Solange Maria Alves, UFFS

Profa.Dra.em educação pela USP. Professora do cursode pedagogia e do mestrado em educação da UFFS. Atuando peincipalmente em áreas como: teorias da educação, desenvolvimento humano e educação na perspectiva hsitórico-cultural,pedagogia freireana.

Publicado

2020-04-01

Edição

Seção

Dossiê - Infância e Crianças: discussões à luz da Sociologia da Infância