Propostas curriculares para os anos iniciais do ensino fundamental em Santa Catarina: configurações e recontextualizações locais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.4851

Resumo

Este artigo apresenta resultado de pesquisa como o objetivo de analisar as configurações curriculares das propostas de formação para os anos iniciais do Ensino Fundamental em redes municipais da Região Metropolitana do Contestado, em Santa Catarina. Envolveu pesquisa documental com o estudo dos currículos de sete redes amostradas, pesquisa exploratória junto aos gestores/as e professores/as, com base nos pressupostos metodológicos da abordagem do Ciclo de Políticas e da técnica de análise de conteúdo. Os resultados demonstraram uma configuração curricular predominantemente ordenada por seriação anual e por disciplinas em textos híbridos compostos pela mescla de influências provenientes do marco regulatório nacional e por textos de orientação curricular também nacionais, além dos livros didáticos. São textos recontextualizados, compostos pela justaposição de excertos que conformam um novo documento, sempre sujeito a novas interpretações, para orientar as demandas curriculares locais.

Biografia do Autor

Zenilde Durli, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Centro de Ciências da Educação - CED

Departamento de Metodologia de Ensino - MEN

Área Educação e Infância

Grupo de Pesquisa em Currículo - Itinera e Grupo de Pesquisa FOPPE/UFSC

Izolete dos Santos Riqueti, Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC

Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC

Centro de Educação

 

Publicado

2020-04-01

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua