Formação de professores na perspectiva da educação inclusiva: análise de currículos de licenciaturas em Ciências Biológicas, Química e Física

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.5064

Resumo

Na educação atual um dos temas que possui grande importância é a inclusão escolar e a formação de professores para atuar com a diversidade do alunado. Sendo assim, este artigo tem como objetivo analisar os currículos dos cursos de Licenciatura em Química, Física e Ciências Biológicas das universidades federais da região Nordeste, no que tange à discussão da educação inclusiva. Foram analisados os currículos destas licenciaturas disponibilizados pelas universidades federais da região Nordeste por meio de três etapas. A primeira tratou da presença de disciplinas voltadas para a Educação Inclusiva. A segunda analisou a distribuição da carga horária dos cursos; e a terceira analisou as ementas das disciplinas. Nossos resultados mostram grande defasagem do currículo dos cursos de licenciatura quanto à formação voltada para a inclusão de alunos com deficiência e/ou necessidades educacionais especiais, mostrando a necessidade de se repensar os mesmos.

Biografia do Autor

Fernanda Vilhena Mafra Bazon, Universidade Federal de São Carlos

Doutorado em educação pela Universidade de São Paulo

Professora Associada do Departamentod e Ciências da Natureza, Matemática e Educação - UFSCar

Publicado

2020-05-19

Edição

Seção

Dossiê - Educação Inclusiva