EDUCAÇÃO INCLUSIVA: RELAÇÕES ENTRE A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E A ATUAÇÃO PROFISSIONAL

Autores

  • JULIANE GABRIELE MARTINS Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
  • Simone de Fátima Flach Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.5449

Palavras-chave:

Educação, Educação Inclusiva, Formação de professores

Resumo

O presente texto apresenta análise sobre a formação de professores para a educação inclusiva em uma universidade pública do estado do Paraná.  Para tanto utiliza de pesquisa bibliográfica e documental sobre a temática, além de dados coletados em questionário aplicados a graduandos de licenciaturas na referida instituição. A análise dos dados indica que disciplinas voltadas para a educação inclusiva são relevantes para o processo formativo de futuros profissionais e que a presença de disciplinas voltadas para a discussão teórica e prática sobre a atuação docente para o Público Alvo da Educação Inclusiva ainda são insuficientes ou inexistentes na maioria dos cursos de licenciatura, fato que causa insegurança para a futura atuação profissional dos pesquisados.

Biografia do Autor

JULIANE GABRIELE MARTINS, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Licenciada em Ciências Biológicas e mestranda em Biologia Evolutiva pela Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG. Professora da Educação Básica – SEED – PR.

Simone de Fátima Flach, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos- UFSCar. Docente do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG.

Publicado

2020-08-08

Edição

Seção

Dossiê - Educação Inclusiva