DETERMINANTES DAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS NO BRASIL CONTEMPORÂNEO: risco à democracia?

Autores

  • Rosalba Maria Cardoso Garcia Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.4374

Palavras-chave:

Política educacional, Democracia, Mercantilização

Resumo

A discussão proposta aborda determinantes políticos e econômicos das políticas educacionais no Brasil. Na primeira seção buscou-se discutir uma base conceitual para compreender o golpe de Estado de 2016. A segunda seção contempla a discussão da tese do risco à democracia face à conjuntura política nacional. A terceira seção apresenta elementos para apreender o caráter das políticas educacionais na conjuntura atual brasileira. Foram mobilizados os conceitos de golpe de Estado, democracia e mercantilização. Buscamos discutir que não houve nas políticas educacionais ampliação ou estreitamento da democracia burguesa, mas alterações na forma política pela qual ela passa a ser praticada aprofundando os riscos às lutas da classe trabalhadora.

Biografia do Autor

Rosalba Maria Cardoso Garcia, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSC.

Publicado

2020-08-05

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua